sábado, 7 de setembro de 2013

O meu novo segredo: Ginástica Hipopressiva

Et voilá!! Agora conto-vos tudo.


À parte do peso, não fiquei com sequelas indesejáveis no primeiro parto. A nível de barriga, ao fim de 15 dias já estava no sítio, e apesar de estar mais gordinha não era nada de anormal.

Neste segundo parto, contudo, foi bem diferente e a barriga foi quem saiu mais prejudicada.
Continua com aspecto de inchada, grande, e tenho a certeza que na rua passo por alguém que já está à espera de bebé outra vez.

Fui procurar soluções e sabia que a ginástica normal e uma alimentação equilibrada não seriam suficientes para acabar com a barriguinha.
Por uma boa coincidência, fui parar a uma consulta com a Fisioterapeuta Estefania Garcia, que me fez uma avaliação e sugeriu, para o meu caso, o Método Hipopressivo.

Nome estranho? Sem dúvida. Mas já tinha ouvido falar aqui no blog da querida Rita, e bem! E diz quem já os fez que os resultados são rápidos, bons, e a longo prazo!

Para explicar melhor, a Estefania Garcia, pioneira do Método em Portugal, deu esta mini-entrevista à Dieta da Cate: 



1. Como, onde e quando nasceu o Método Hipopressivo?

Encontramos a origem destas técnicas na Fisioterapia Uro-ginecológica dos anos 80, quando o Dr. Caufriez tentou encontrar uma técnica de tonificação muscular benéfica para a faixa abdominal, evitando os conhecidos efeitos negativos sobre o pavimento pélvico. O Dr. Caufriez e os seus colegas repararam que aquelas mulheres que após o parto recuperavam a sua forma física nos ginásios, apareciam na sua consulta com problemas funcionais tais como incontinência urinária, hérnias vaginais, abdómen proeminente e com grande afastamento dos rectos abdominais, etc. Assim, de forma empírica começou a trabalhar com base em exercícios posturais e que criavam uma "aspiração diafragmática".



2. Em quê que consiste o Método Hipopressivo?

Trata-se de exercícios que englobam posturas e movimentos que visam a diminuição da pressão nas cavidades torácica, abdominal e pélvica, combinado com uma respiração específica que cria uma activação reflexa da musculatura da faixa abdominal e do pavimento pélvico.



3. Quais os benefícios?

Os benefícios são:

- Diminuir o perímetro da cintura;

- Normalizar o esquema corporal e emocional; 

- Prevenir a Incontinência Urinária e a descida de órgãos internos; 

- Melhorar a função sexual em mulheres e homens pelo incremento da vascularização na zona do pavimento pélvico;

- Incrementar a capacidade anaeróbica e o rendimento desportivo;

- Diminuir o risco de lesões articulares ou musculares devido à prática desportiva;

- Evitar hérnias abdominais, inguinais e discais.



4. A quem se destina o Método Hipopressivo?


Qualquer pessoa em geral pode obter os benefícios com a sua prática.

- Está especialmente recomendado em mulheres na Recuperação após o parto e/ou disfunções do pavimento pélvico.

- Mulheres e homens que queiram melhorar a postura e melhorar a estética

- Desportistas de rendimento para melhorar as suas capacidades físicas e respiratórias

- Para a prevenção e recuperação de lesões articulares, musculares, de coluna, etc.




Até agora tive 1 aula e algumas preparações e as minhas impressões são estas:

- Está-se praticamente 30 minutos quase no mesmo sítio, a fazer os exercícios nas posições certas, e sai-se de lá como se tivéssemos corrido a maratona. Ui, se cansa!

- A maior parte das vezes ainda não consigo fazer a apneia nos tempos desejados, porque são muitas coisas para assimilar: crescer, joelhos descansados, duplo queixo, força nos braços contra o chão, olhar para a frente, apneia, abrir as costelas, etc, e as posições são muuuuito difíceis de aguentar

- Em menos de uma semana perdi 1 cm de perímetro abdominal

Vou continuar a postar informações sobre este método ao longo das próximas semanas, para que possam conhecer melhor esta técnica e fazendo os updates da minha evolução no domínio dos abdominais hipopressivos.

Estou super motivada e tenho um feeling que isto vai correr muito bem!






7 comentários:

  1. Uau princesa! Dá mesmo com pessoas que ainda não tiveram bebes? Gostava muito de experimentar! Muitos beijinhos e força!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dá, perfeitamente!! Experimenta que vais gostar!!
      Beijinho grande e obrigada boneca!

      Eliminar
  2. You go Cate!

    A Carolina Perry tem as mesmas siglas que eu e, por momentos, achei que tinha sido eu a escrever o post em cima.

    Beijinhos para as duas!

    Carolina PittaeCunha ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lol, é mesmo!! Obrigada minha querida! Um beijinho grande de saudades!

      Eliminar
  3. Catarina,

    onde está a fazer esta ginástica? Andei à procura de ginásios em Lisboa e ainda não encontrei nada.

    Beijinhos
    Xana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Xana!

      Encontra a página de Facebook dos Abdominais Hipopressivos aqui: https://www.facebook.com/abdominaishipopressivos.portugal?fref=ts

      Sugiro que mande uma mensagem e pergunte qual o mais próximo da sua área de residência. Sei que há muitos centros onde se dá o método, e vou tentar reuni-los para postar aqui no blog.

      Um beijinho,
      Cate

      Eliminar
  4. Olá. Eu iniciei-me agora nos hipopressivos. Desde que escreveu este post já se passaram 2 anos. Continua a fazer estes abdominais? Notou diferenças em quanto tempo. Cumprimentos

    ResponderEliminar