segunda-feira, 30 de julho de 2012

Os gelados que podemos comer

Pois é... Vem o Verão e foram introduzidas algumas novidades no nosso plano, para acompanhar as diferenças de rotina próprias das férias. Vou falar de todaaaas, a pouco e pouco.

A primeira e que me deixou mais entusiasmada é a permissão para gelados!! Que bom, eu gosto tanto de gelados, não só no Verão mas durante o ano todo. Mas não é um gelado qualquer e não é todos os dias.

2 lanches por semana podem ser gelados. E que gelados?

Estes Solero que só têm 90 kcal
 


MiniMilk ou Epá

 

ou ainda.........E que maçada, que nem é o meu gelado preferido de todos os tempos nem nada 

Morango do Santini!! Em copo ou cone de bolacha!!





domingo, 29 de julho de 2012

10000

...

...visitas em 2 meses. 

Não gosto nem ando a contabilizar, mas chamaram-me a atenção para este facto e achei por bem agradecer a vossa companhia!

sábado, 28 de julho de 2012

E hoje é dia de casório!!!

Just can't wait. 
Joana e Tiago: que sejam felizes para sempre. Mesmo!!

quinta-feira, 26 de julho de 2012

O Jantar do Chef Mike no outro dia

                                                                                Salsichas com esparguete lá dentro e ovos escalfados..

Perfeitamente Escalfado Ovos - A maneira mais fácil!

Já só falta...

........ Pouco mais que 10 kg!!!!!!!!!

Resultados consulta #4


Confesso que não tenho vindo cá. Que tenho andado nervosa, porque achava mesmo que tinha engordado este mês. Muita coisa a correr mal, mas eu esforçava-me e ainda assim ainda há pouco, antes de me pesar, previa que a balança ia para lá dos 73. Mas não.
A balança marcou:
 kg

Isso mesmo. 
MENOS 5 KG, ou seja,

MENOS 10 KG desde que começámos.

E menos 1 cm de perímetro abdominal, e uma descida do IMC para 26,5 kg/m2, ou seja,
 I'M ALMOST 
THERE
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Mil e uma alterações e dicas para estes tempos de praia...que direi noutro post.

Fiquem atentos às novidades e aos desmitos, trago aqui muitas coisas novas...

MAS PARA JÁ...


quinta-feira, 19 de julho de 2012

Hoje há Chef em casa




Hoje o Mike vai fazer o jantar.

Vi a passar açúcar, óleo, tomate, ovos, feijão.

Nem quero pensar.

Vou compensar com uma alface inteira só com vinagre para ver se absorve o que vier...

Depois conto-vos dos resultados do meu Chef.
E da minha balança!!



segunda-feira, 16 de julho de 2012

Estrias: mitos e desmitos


São estradas compridas que rasgam a nossa pele numa viagem sem regresso. Encarnadas, brancas, arroxeadas, mais grossas ou menos grossas, feias são e feio tornam tudo o que as rodeia. Ou não.



Estrias, essas bandidas, que aparecem no nosso corpo sem serem convidadas. E que penetras mais inoportunas, que se exibem nos sítios errados!!

Muito ouvi eu falar destas senhoras. Até ganhar teoria própria, recolhi de tudo: desde avós/mães/tias que me diziam que deviam as suas peles lisas ao miraculoso creme gordo -"Barral", na altura era o que havia - e que nada melhor que massajar todos os dias com quantidades generosas; ou ainda que o óleo de amêndoas doces é que era; ou ainda que bastava beber 2 litros de água por dia que o milagre se dava também.


Fiquei convencida então que passaria uma gravidez oleosa e gordurosa, para que nem se notasse sequer que por lá tinha passado um baby. Que tontice a minha.

Até que o meu obstetra me diz que os cremes são coisas muito giras, que as mulheres gostam muito, mas que, neste campo, pouco ou nada podem fazer. O problema está na quantidade de colagénio que a pele produz, ou seja, há uma predisposição para ter estrias conforme a pele que se tem.


Com a experiência, digo que não podia concordar mais. Continuo a aplicar todos os dias Vasenol Creme Gordo (não aguento ficar oleosa e este tem uma fórmula de absorção rápida), mas porque é bom hidratar a pele e não porque tenha qualquer esperança de ficar sem as estrias que surgiram na base da barriga depois do parto. Durante a gravidez usei os melhores cremes que a Farmácia pode oferecer - não, não foi todos os dias, mas se tivesse sido todos os dias o resultado seria igual, ou muito pouco diferente.




E sabem que mais? No princípio foi difícil, mas agora já não me faz confusão nenhuma. Temos que reeducar a nossa maneira de ver a Beleza e agora olho para as minhas estrias na barriga (que quase não se notam, verdade seja dita) e sei que isso diz que por lá passou a Pilar, e que passarão os restantes que Deus me quiser mandar. 
Dizem que sou Mãe, contam uma história, tal como as rugas. 
E isso não pode ser motivo nem de vergonha nem é coisa para se esconder. 
É bonito, muito mais do que uma tatuagem, porque esta foi uma marca desenhada em nós pela Vida, implicando não só uma zona determinada, mas o corpo todo, o nosso organismo na totalidade, não só a parte física mas também psicológica e espiritual.


E fica a dica para produzir colagénio: 

2l de água + nozes + salmão + caju + ovos + espargos + aveia + cevada + tâmaras

Combata a obesidade à dentada

Ontem fomos visitar pela primeira vez o Centro de Saúde onde nenhum de nós está inscrito e devia estar (!!!), para a baby ser observada. Como ainda teve que ser criada ficha para a nossa doentinha, fomos dar um pulo à sala de espera.
Encontrei isto e achei que tinha que trazer para aqui.
Com o apoio da Associação de Produtores das Maçãs de Alcobaça:

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Erros da imagem do Facebook

LEMBRAM-SE?


Pois bem, aqui vai!

Erro #1: A sopa de legumes não é qualquer sopa de legumes. Para o nosso plano, nesta sopa não entra nem batata, nem feijão, nem lentilhas, etc

Erro #2: Salada de frutas. Não é bom misturar frutas, mas sim comer uma peça de fruta nas horas adequadas. E uma peça de fruta já sabemos o que é porque já o disse aqui.

Erro n#3: Sanduíche de peito de peru e queijo branco? Nada disso! Se por acaso o almoço vai ter mesmo que ser de sanduíche, aplicam-se as mesmas regras do prato, analogamente: hidratos de carbono+muitas verduras+uma só fonte de proteína. 
Aqui retirávamos o queijo branco (que deve ser magro) e substituíamos por tomate ou alface extra.

Erro #4: Esparguete com molho de tomate. Má opção porque os hidratos de carbono devem ocupar nunca mais do que 25% do nosso prato, e não o prato todo, tal como já expliquei aqui.
Por outro lado molhos em geral não são boa ideia, porque significam, na sua maioria, um acréscimo de gordura no prato.
Sugestão? Menos massa, em vez de molho, tomate cru com manjericão e alho e umas fatias de queijo mozarella light.

Erro#5: Arroz, feijão, salada e carne grelhada? Isto é prato para quem tem trabalhos pesados, não para quem quer um prato saudável. Ou feijão ou carne, nunca os dois ao mesmo tempo. E nunca isto ao jantar.

FINALMENTE...



FÉRIAAAAAAAAAAAS!!!

DEUS SABE o quanto eu estava a precisar disto!!
E nestas férias não quero ler, porque o curso de Direito até esse prazer me tirou.

Só leio revistas cor-de-rosa e a minha querida amiga de Verano, Hola!

Não quero letras, livros chatos, léxicos agudos, querelas doutrinais.
Não quero nervos e dores de barriga, orais e códigos! Não!

QUERO arrumar a casa, cultivar o espírito, perder peso e sobretudo muita praia. Muita mesmo.



(By the way, e nada destes cocktails de Verão deliciosos, com os quais me perco. Cheiinhos de açúcar, que só eles e por isso...meninos: a quilómetros de mim! Quilómetros!!)

Beach Cocktail Wallpaper

terça-feira, 10 de julho de 2012

Quem me ajuda a encontrar erros aqui?

Encontrei isto no Facebook e descobri uma série de erros. Pelo menos para o nosso plano. 
Amanhã vou revelá-los.

Casamento dia 28


Ai....tenho o casamento da Ju e do Tiago já no próximo dia 28 e ainda tenho que ficar magérrima até lá!!
E depois o da Margarida em Setembro, minha querida afilhada, que vai ter uma madrinha giríssima e nada redonda nessa altura!

Tenho feito tantas asneiras...festas atrás de festas, fora de Lisboa (não há como comer sopa antes) e as orais não têm ajudado...procuro manter o equilíbrio e não comer nada desajustado, mas nem sempre é fácil.


Adoro casamentos e noivas. Se pudesse, casava-me todos os dias com um vestido de noiva diferente. Com o mesmo marido, claro! 

O nosso Casamento na Sé: pormenor do meu vestido de noiva. O que eu amei o laço e a renda italiana!!
Aqui pesava pouco menos que 58 kg...

Entretanto, nos segundos livres que vou tendo, procuro pensar que vestido usar neste casamento. Any ideas?

Almoço 10/Julho

Na faculdade...


Frango na Púcara com arroz e muuuuita salada de alface e cenoura.
Sem temperos

Jantar 9/Julho


Sopa de Legumes


Omolete com salada de alface e pepino

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Receitas de Legumes

Em resposta à Teresa, aqui ficam algumas maneiras de utilizar os legumes para acompanhar os mais diversos pratos.

Em primeiro lugar, quais os legumes que podemos utilizar? Todos, menos a batata! As ervilhas são também um óptimo acompanhamento, eu não as como simplesmente porque não gosto, nem de ervilhas nem de favas, e por isso não costumam constar das ementas cá de casa.
Assim: alface, cenoura, todas as couves, courgettes, pepino, beringela, tomates, espinafres, agriões, nabiças, aipo, cebola, alho, pimentos, grelos, ervilhas...

Em segundo lugar, tem especial importância a maneira como os confeccionamos, e para isto há duas regras fundamentais:

1. A única gordura utilizada deve ser o azeite e, para quantidades médias (2 a 4 pax), nunca ultrapassar as 2 colheres de sobremesa de azeite. É mais que suficiente.

2. Não entram refogados, fritos, etc. Devemos privilegiar os legumes crus, cozidos, cozidos ao vapor, estufados, assados ou grelhados.

Em terceiro lugar, deixo aqui algumas receitas variadas de legumes, exactamente como eu as faço, que espero que ajudem a todos aí em casa!


SALADAS 
(o acompanhamento que mais uso, por ser mais prático, acompanha pratos de carne e peixe)

Lavar bem algumas folhas de alface (alface normal, roxa, iceberg, romana, etc) e dispôr numa saladeira.
Acrescentar rodelas de tomate e de pepino e temperar com cebola em meias-luas, azeite (aqui nunca mais do que uma colher de sobremesa), vinagre ou limão, sal e orégãos ou ervas de Provence.

Pessoalmente não como a cebola crua, mas acho que dá um gosto especial à salada, por isso uso como tempero.
NOTA: não devem ser acrescentadas frutas nas saladas.




LEGUMES DE FORNO 
(normalmente faço quando o prato é peixe assado ou frango/porco assado. É mais prático, vai tudo ao forno e cozinha-se tudo ao mesmo tempo)


Aqui pode-se variar conforme o que se tiver em casa.
Dispõe-se o peixe/carne no tabuleiro e por cima põe-se cebolas em meia lua, tomate aos quartos, pimentos em tiras. Se se quiser, pode-se acrescentar courgettes aos cubos ou às rodelas, temperar com 2 colheres de sobremesa de azeite, sal e ervas de Provence e limão.






LEGUMES ESTUFADOS
(aqui o truque é fechar a tampa da panela para que se crie vapor e haja alguma água para não queimar no fundo. Se faltar água pode-se acrescentar um pouco)


2 beringelas
1 courgette
1 alho francês ou uma cebola
Uma mão cheia de feijão chicote (uma espécie de feijão verde mas mais pequeno, vende-se congelado)

Cortar as beringelas ao meio e retirei a polpa às 4 metades. Ficam uns barquinhos que vão navegar para o forno a 180º enquanto fazemos o resto.

Nada de queijo por cima!!
Nada de queijo por cima!!
Num tacho pequeno e com alguma altura, desfaz-se o recheio das beringelas em pedaços pequenos, junta-se courgettes também em pedaços pequenos, o alho francês, o feijão chicote, UMA colher de sopa de azeite (chega perfeitamente), sal e fecha-se a tampa. Deixar estufar um pouco, até cozer, mas não em demasia, para que fiquem estaladiços.

Depois é só colocar o recheio nos barquinhos de beringelas saídos do forno, umas sementes de linhaça a enfeitar e já está!

Fácil e rápido.



LEGUMES COZIDOS/GRELHADOS

Cortar cenouras na diagonal, pimentos, rodelas de courgettes e rodelas de beringelas, e levar a grelhar com uma pincelada de azeite, sal e ervas de Provence e limão.

Depois de grelhados, pode-se deixar cerca de 15 minutos no forno para cozinhar uma pouco mais.

Bróculos cozidos ao vapor com azeite e limão, esparregado, grelos cozidos, etc, também são excelentes acompanhamentos de legumes!

        

 Bons cozinhados!!




quarta-feira, 4 de julho de 2012

Dicas para quem não gosta de Chá Verde

Boa parte do meu lado da Família nasceu em Goa, quando pertencia à Índia Portuguesa, porque os meus antepassados, por diversas razões, foram chamados da metrópole para lá. 
Daqui resulta um cultura belíssima e muito rica, que absorvo continuamente desde que nasci.





Aliás (e espero que nenhum pediatra esteja a ler isto), dado que eu não bebia leite, o meu biberão estava sempre cheio era de chá preto.

Um das coisas a que me habituaram desde pequena foi a beber chá. 
Chá preto. 





Como se fosse um ritual, sobretudo de mulheres, mas também de homens. O chá, em casa dos meus avós, faz-se com arte, com cuidado, e à volta dele nascem conversas intermináveis.


O chá que eu bebia vinha sempre com açúcar. Donde me tornei um grande apreciadora de chá. Com açúcar, claro. 

Mas eis que entra a Dieta da Cate em cena, e não só o açúcar foi mandado para o espaço, como também o chá de eleição passa a ser o chá verde, que tem inúmeras propriedades benéfica para o organismo e, em especial, para a perda de peso pois ajuda a acelerar o metabolismo e a desintoxicar, facilitando a digestão. 

 

Ora eu não gosto de chá verde. Direi mesmo que é o único tipo de chá que não me entra e, sem açúcar, ainda pior. Mas o plano da Dra Maria Ana inclui 1 litro de chá verde por dia. 

O que fazer, então?


1) Fazer o chá de véspera, aromatizá-lo com 1 pau de canela e raspas de limão ou outras ervas (flôr de laranjeira, etc), pôr no frigorífico ou congelador e no dia seguinte beber ao longo do dia.

Nestes dias de calor, sabe tão bem....!


2) Comprar um chá verde da Tetley com embalagem verde escura, forma paralelepípedo, que não vejo imagem nenhuma na Internet, mas que vendem no Pingo Doce.
Não é o Tetley normal, é um Tetley chá verde que vem aromatizado com bergamota, numas saquetas redondas. É beeem melhor que o chá verde simples.

3) Aprender a fazer chá verde. O problema é que a maioria das pessoas acha que o chá verde, à semelhança dos outros chás, deve ser adicionado à água no ponto de ebulição, mas nada de mais errado. Se assim for, o chá adquire um gosto amargo.
O chá deve ser adicionado à água antes de ferver e o tempo de infusão não deve ser superior a 3 minutos.
Garanto que com estas soluções se torna mais fácil beber o chá verde...e depois até passamos a não desgostar tanto...

terça-feira, 3 de julho de 2012

O Alimento de Ouro




 

Na última consulta fiz uma pergunta à Dra. Maria Ana que muitas leitoras me têm feito e à qual eu não tenho sabido responder:

QUAL O ALIMENTO QUE PODE SER CONSUMIDO A QUALQUER HORA, SEM CULPA ALGUMA, SEMPRE QUE 
TIVERMOS FOME NOS INTERVALOS DA REFEIÇÃO?

and the answer is...

CENOURAS!!


Pois é, simples, até parece que sempre soubemos, mas agora, temos mesmo a certeza!

Com  o bónus de estar cheia de betacaroteno e Vitamina A, o que ajuda a activar a produção de melanina, ou  seja, ajuda a ter um bronzeado fantástico  no Verão!!

Cruas, de preferência, e sempre à mão!

SEM molhos ou dips a acompanhar.

Cruas porque, segundo entendi, custam mais a mastigar, demoram mais tempo a serem consumidas e, por isso, a sensação de saciedade é maior!



segunda-feira, 2 de julho de 2012

Fim-de-Semana de Desgraça

Foi sem exemplo, e até nem gostei da sensação de culpada e pecadora deste Domingo...ora vejam só:

 Jantar 29/Jun: Aniversário de ordenação de um amigo padre

 Almoço 30/Jun: Almoço anos Pai

Lanche 30/Jun: Lanche Anos Sogro

Jantar 30/Jun: Despedida de Solteira da Ju...no Mexicano

Almoço 1/Jul: Gaspacho e Frango com esparguete e legumes (Vá lá...)

Jantar 1/Jul: Festa outra vez

E sabem que mais?


Amanhã regressamos à nossa querida, segura e reconfortante vida saudável.